Os conteúdos expostos nesta página não têm fins lucrativos. Tem como único objetivo defender a inocência de Michael Jackson.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

O ROTEIRO DA PRISÃO DE MICHAEL EM 2003

O doloroso dia em que Michael foi preso em 2003 teve um roteiro deliberado por Tom Sneddon, que esperou nove longos meses para ser executado. Ele cinicamente escolheu o mês de novembro para, além de ser o lançamento do álbum Number Ones de Michael,  declarar que não faria acusações até o dia da Ação de Graças que é comemorado no dia 27 de novembro nos Estados Unidos.

19 de novembro
Em 19 de novembro, a polícia da Califórnia emitiu uma ordem de prisão para Michael e negociou com os seus advogados sobre as condições de entrega.

20 de novembro
Em 20 de novembro, Michael se entregou às autoridades da Califórnia para enfrentar múltiplas acusações de abuso sexual infantil, enquanto as tvs dos Estados Unidos interromperam sua programação normal para mostrar cenas do fato.
Agentes do escritório do xerife de Santa Bárbara esperaram Michael no Aeroporto e o detiveram dentro de um hangar onde estava seu avião.
Poucos minutos depois, as câmeras captaram imagem  de Michael, vestido de preto, sendo escoltado para a prisão central de Santa Bárbara. Foram colocadas algemas em suas mãos. O xerife do condado de Santa Barbara, Jim Anderson, disse que Michael seria fichado, que seriam tomadas suas  impressões digitais. fotografado e ele entregaria o seu passaporte, um processo que durou cerca de uma hora.
Depois, ele foi libertado sob fiança de US $ 3 milhões.

"Ele sente que foi acusado injustamente e vai lutar com unhas e dentes. A guerra é agora e vai usar todas as armas que você tem que lutar contra essas acusações", disse Steve Manning, um amigo que estava em Las Vegas com Michael. Manning disse que a família de Michael viajou para Las Vegas para oferecer apoio moral, após as alegações.

"Percentagem Na verdade, eles estão apoiando cem por cento."
21 de novembro
Em 21 de novembro, um dia depois de sua prisão, Michael manteve-se isolado enquanto promotores preparavam as acusações. O promotor de Justiça de Santa Bárbara, Tom Sneddon disse em comunicado que não apresentaria acusações formais contra Michael até o Dia de Ação de Graças a ser realizado em 27 novembro.


"As mentirascorrem a toda velocidade, mas a verdade corre maratonas. A verdade vai vencer essa maratona ante os tribunais", disse Michael em um comunicado

 23 de novembro
Em 23 de novembro,  para conter a onda de boatos e FALSAS VOZES, a equipe de Michael colocou uma página on-line (mjnews.us) e afirmou ser o único lugar onde poderiam ser encontradas  informações oficiais. No comunicado, Michael disse: 

"Para os meus fãs, amigos e família: 
Como vocês sabem, as acusações recentemente direcionadas a mim são terrivelmente graves. No entanto, elas são parte de uma grande mentira. Isso será mostrado no tribunal, e vamos poder colocar esses momentos horríveis no passado. Dada a seriedade das acusações, espero que todos vocês entendam que, como meus advogados tem me recomendado,  vou estar limitado em relação ao que  posso dizer sobre a situação. Haverá momentos em que poderei fazer comentários, não há dúvidas.   Isso será frustrante para todos nós. Por esta razão eu coloquei em andamento este site, que é para servir como uma fonte de comunicados oficiais sobre o meu caso. Qualquer comunicado que não apareça neste website deve ser considerada sem autorização.
Vocês estão no seu direito de serem céticos com respeito a algumas das pessoas que estão sendo identificados na mídia de massa como meus amigos, porta-vozes e advogados. Com muito poucas exceções, a maioria deles estão simplesmente preenchendo um vazio em nossa cultura que iguala a "visibilidade" com "intromissão". Agradeço a todos pelo vosso apoio e compreensão. Deus abençoe a todos. Michael Jackson."

Comentário 
O cinismo de Tom Sneddon ao declarar que não apresentaria acusações formais contra Michael até o dia da Ação de Graças, realizado nos EUA em 27 de novembro. 
Tom Sneddon esperou até novembro, no exato período em que o álbum Number Ones seria lançado para colocar algema em seus pulsos e humilhá-lo. Estava tão empenhado em fazer justiça com uma menino - Gavin Arvizo - que esperou, de forma proposital, durante NOVE MESES para emitir uma ordem de prisão contra Michael.
Se você é uma autoridade e tem poder para conduzir uma investigação, ficaria esperando todos esses meses - de fevereiro a novembro de 2003 - deixando um suposto criminoso às soltas, sabendo que ele pode praticar outros crimes?
Não tomaria as medidas cabíveis logo de início e procuraria acelerar o processo para que a justiça fosse feita?
Ele não fez isso. Esperou o mês e o dia que mais lhe dava prazer ÚNICA e EXCLUSIVAMENTE para começar a concretizar uma VINGANÇA que tinha contra Michael há dez anos. Já que não conseguiu colocá-lo atrás das grades em 1993, 2003 seria a oportunidade ÚNICA e IMPERDÍVEL.
E ainda convidou Diane Dimond, sua fiel escudeira,  para acompanhar policiais em Santa Bárbara.
Tom Sneddon - assim como o juiz que conduziu o caso de Michael -  Rodney Melville - tem histórias em comuns para contar, diretamente do condado de Santa Bárbara.
Não, não é somente Tom Sneddon que possui um currículo questionável. Esse juiz também.
Como foi comentado na outra postagem, Michael foi SALVO nesse julgamento.

" Vocês estão no seu direito de serem céticos com respeito a algumas das pessoas que estão sendo identificados na mídia de massa como meus amigos, porta-vozes e advogados. Com muito poucas exceções, a maioria deles estão simplesmente preenchendo um vazio em nossa cultura que iguala a "visibilidade" com "intromissão."
Michael disse tudo nesse comunicado e certamente dá para contar nos dedos a quantidade de jornalistas que se dignaram a falar que representam aquilo que Michael realmente foi.
Perfeito quando ele diz que a maioria está preenchendo um vazio na nossa cultura.
É exatamente isso o que ocorre: incentivo às pessoas a querer saber mais e mais sobre a vida privada de famosos.

sábado, 20 de novembro de 2010

NELSON MANDELA E MUHAMMAD ALI EMITEM DECLARAÇÕES QUE VALORIZAM MICHAEL


Enquanto os abutres seguiam seu cronograma para divulgar livros imundos sobre Michael,  em março de 2005, dois ÍCONES DO SÉCULO XX declaram em entrevistas que Michael era sua fonte de inspiração.
NELSON MANDELA
O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela disse a uma revista dinamarquesa:

"Quando você está atrás das grades, sem esperança de liberdade, precisa encontrar forças onde quer que seja. Pessoaalmente, encontrei forças em Michael Jackson. Até hoje, ele é minha fonte constante de inspiração."
MUHAMMAD ALI
Outro ícone internacional, o boxeador Muhammed Ali, declarou a um jornal norueguês:

"Quando as pessoas perguntam de onde tiro minhas forças, digo que olho para o homem que Michael Jackson olha quando ele se vê no espelho."
Comentário
Assim como estes ÍCONES DA HISTÓRIA tinham em Michael uma fonte de inspiração e força, certamente  declarações como essas, vindo da boca de quem REALMENTE TEM ALGO RELEVANTE A DIZER, foram uma fonte de força e inspiração para Michael continuar lutando por sua inocência e seus ideais.
Não dá para enumerar a quantidade de pessoas que fazem parte da história, que lutaram e cravaram seu nome na história mundial, e que demonstraram seu RESPEITO A MICHAEL.
Pessoas de todos os segmentos fizeram isso, reconheceram seu valor como ser humano e seus esforços humanitários e ACREDITARAM EM SUA INOCÊNCIA.
Isso é MUITO IMPORTANTE e PRECISA SER DIVULGADO.
ISSO É HISTÓRIA!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

A AMEAÇA DE MORTE CONTRA MICHAEL EM 2004

Em 16 de agosto de 2004, Michael recebeu uma AMEAÇA DE MORTE VIA E-MAIL. A mensagem afirmava que ele SOFRERIA UM ATENTADO NO TRIBUNAL DE SANTA MARIA, onde se apresentaria para uma audiência. 
A mensagem dizia que Michael não iria conseguir chegar até o carro e que coletes à prova de bala são mais frágeis embaixo do braço.
Em outro e-mail foi informado que Michael havia escapado do atentado por ter policiais a sua frente.

"O policial em um terno verde e camisa azul estava no caminho. Talvez da próxima vez."
A polícia rastreou as mensagens e chegou a um endereço  em Kitchener, Ontário/Canadá. Tal endereço levou a Adrian Poffley, então com 26 anos, que foi acusado de enviar a ameaça de morte e foi intimado a comparecer no tribunal em setembro daquele mesmo ano.
Em 23 de novembro, Adrian Poffley confessou sua culpabilidade e ASSUMIU a autoria do e-mail que ameaçava Michael Jackson de morte. Foi sentenciado a um ano de prestações de serviços à comunidade, que tem caráter educativo e permaneceu em liberdade condicional.
Segundo informações do tribunal de Ontário na época, o rapaz havia deixado de tomar remédios prescritos para depressão e ansiedade uma semana antes do envio da primeira mensagem e que estava acompanhando o caso de Michael. 

Comentário
Simples e-mails contendo AMEAÇA DE MORTE. Se já não bastasse estar sendo acusado por crimes que NUNCA cometeu, ainda recebeu ameaça de morte durante o julgamento.
O que teria acontecido se Michael tivesse sido atingido?
Melhor nem pensar na tragédia que viria depois, qualquer que fosse o desdobramento de um caso como este.
Com remédios ou sem remédios, as ameaças aconteceram e esse rapaz estava acompanhando o circo midiático em torno de Michael. Poderia ter terminado em tragédia, SIM
E aí, novamente se discute o papel da mídia na vida de Michael e em tantos outros casos que acontecem e que colocam em questão a cobertura que se faz.
Esse rapaz mandou e-mail. E se não tivesse mandado? E se tivesse agido diretamente, sem aviso prévio?
Alguns podem dizer: John Lennon foi assassinado friamente e não estava sendo acusado. O papa João Paulo II sofreu um atentado e outros casos que todos nós conhecemos.
Mas no caso de Michael, havia um julgamento em curso, não foi um fato isolado. Ele estava sendo acusado e a cobertura da mídia foi avassaladora, ele estava na pauta fazia quanto tempo? Havia ingredientes adicionais no caso dele.
Por tudo o que se sabe sobre todos os fatos que envolveram essas acusações contra Michael, sem dúvida alguma, nesse julgamento em particular, ele foi SALVO por Deus em primeiro lugar e por uma equipe de advogados liderada por uma pessoa humana como Thomas Mesereau.
DEUS COLOCOU A MÃO NESSE JULGAMENTO.

DEZEMBRO DE 2004: UMA NOVA INVASÃO POLICIAL EM NEVERLAND

Em 3 de dezembro de 2004, pouco mais de um ano após a primeira invasão policial do caso ARVISO, eles voltaram novamente a Neverland, munidos de um novo mandado de busca e apreensão, realizando, assim, uma nova batida - INVASÃO - na propriedade de Michael.
O Departamento de Polícia do Condado de Santa Bárbara, divulgou uma nota na qual explicava que a batida policial fazia parte de uma investigação criminal.

4 de dezembro
Michael chega de helicóptero ao rancho Neverland. Ao chegar lá, os agentes da polícia estão à sua espera para COLHER MATERIAL DA BOCA DE MICHAEL EM BUSCA DE PROVAS.
A polícia pediu uma AMOSTRA DE SALIVA DO CANTOR PARA QUE FOSSEM REALIZADOS OS TESTES DE DNA. Michael concorda em colaborar.

Comentário
Vamos fazer uma matemática e contar quantas vezes a polícia INVADIU propriedades de Michael?

1993
NEVERLAND E CENTURY CITY
Durante as acusações de 93, mais precisamente em 21 de agosto daquele ano, ocorreu o primeiro de uma série de ABUSOS DE PODER POLICIAL contra Michael. Nesta data foi expedido um mandado de busca em Neverland, que dava acesso a todos os aposentos do Rancho, incluindo o quarto de Michael, e também a um apartamento dele em Century City - Califórnia - em busca de provas.
Em Neverland, um serralheiro foi designado pelos policiais para descobrir a chave de um cofre. A operação demorou horas e a única "prova" que conseguiram encontrar foi um papel dentro de uma maleta preta com a combinação do cofre.
Os invasores apreenderam livros, vídeos, fotos, álbuns de recortes.
Foram tiradas fotos das dependências de Neverland, apreenderam agendas de endereços e telefones de contatos de Michael, que foram usados para interrogar mais de 30 crianças e seus familiares. TODOS ELES, SEM EXCEÇÃO, disseram não haver nada de inapropriado no relacionamento com Michael.
ENCINO
Em 8 de novembro, a polícia fez uma batida na propriedade de Michael em Encino. Enquanto a família Jackson estava em Phoenix para o enterro do pai de Joseph, a polícia aproveitou a ocasião para "inspecionar" - INVADIR - o local em busca de provas. Entraram na casa também com a ajuda de um serralheiro.
Os policiais apreenderam livros, revistas, fotos, fitas ávidos por uma prova que incriminasse Michael e cometeram o absurdo de apreender até medicamentos de sua mãe Katherine.
Nessa batida, tudo o que encontraram foi uma fita de vídeo de nome Chicks, achando que seria a prova valiosa que tanto queriam. Mas, ao assistirem o que achavam ser uma preciosidade, encontraram algo sobre pintinhos e aves.

BATIDA NO HOTEL MIRAGE DE LAS VEGAS
O Hotel Mirage, que Michael tinha por hábito hospedar-se, também foi "vistoriado" em busca de provas. Essa busca muito provavelmente foi indicada por June Chandler, mãe de Jordan, que conhecia até o proprietário do hotel, uma das regalias que teve através de Michael. Mas isso será abordado em outra postagem. 
O hotel não era propriedade de Michael, mas foi envolvido em toda essa sujeira que fizeram com ele.

TRÊS INVASÕES EM MENOS DE 3 MESES + HOTEL MIRAGE = 4 INVASÕES POLICIAIS ENVOLVENDO MICHAEL E COM RESULTADO ZERO.
NADA PROVADO CONTRA ELE

2003
- 70 policiais em Neverland (novembro);

 2004
- Nova INVASÃO no início de dezembro;
- Coleta de material da boca de Michael com pretexto de serem feitas investigações.
Em pelo menos uma dessas invasões do caso Arvizo, dona DIANE DIMON estava presente. Não se sabe exatamente em qual delas, mas é FATO que ela foi autorizada a comparecer e esteve em Neverland juntamente com a presença da polícia.
Quem será que autorizou esta mulher a entrar em Neverland?
ELA QUIS TER O PRAZER DE COLOCAR MICHAEL NA CADEIA, MAS NÃO SEM ANTES CONHECER NEVERLAND.
Qual é o verdadeiro lugar em que esta mulher deveria estar?
TOTAL = 7 INVASÕES E NENHUMA PROVA

Quem se importou?
Quem pagou por isso?
Fica por isso mesmo?
E os DANOS MATERIAIS E PRINCIPALMENTE MORAIS envolvidos em tudo isso?
E a repercussão mundial que todas esses FATOS acarretaram? 
E os milhões de dólares do contribuinte que foram usados para fazer acusações e procurar candidatos que quisessem colaborar para colocar um inocente atrás das grades o resto da vida?
E o dinheiro que se gasta com advogados para se defender?
É só cruzar os braços e dizer AMÉM?
Seu nome é jogado na lama por uma REDE DE PESSOAS  e tudo bem?
Ah tudo bem! Vou fazer minha última turnê em Londres e depois vou viver o resto da vida com rótulo de pedófilo e quando eu morrer as pessoas vão continuar pensando e afirmando as mesmas coisas. 
Tudo o que eu construí durante toda a minha vida trabalhando desde criança ficará em segundo plano porque o que prevalecerá são as acusações que fizeram contra mim e eu tive que ficar calado por conta de um maldito acordo.
Tudo o que eu contribuí em obras humanitárias também vai para a lama.
Enquanto isso, os livros que outras pessoas escreveram sobre mim voam por aí, de país em país, passam de mão em mão. Todos contam a sua versão, menos eu, que fui obrigado a me calar enquanto o homem que me extorquiu escreveu livros com mãos alheias.
Meus filhos, meus netos vão ler e ouvir sempre as mesmas coisas, a mídia será sempre a mesma, pois ninguém consegue e/ou não quer fazer nada que possa trazer algo que signifique mudanças.
E assim caminha a humanidade.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

NOVEMBRO DE 2003: CD, DVD, INVASÃO POLICIAL, ALGEMA, PRISÃO...

Hoje faz exatamente 7 anos que a polícia realizou a primeira INVASÃO em Neverland referente ao CASO GAVIN ARVIZO.

18 de NOVEMBRO DE 2003
No dia 18 de novembro de 2003, 70 POLICIAIS INVADIRAM  Neverland em busca de provas que corroborassem com a versão da corja que se instalou contra Michael. Lá permaneceram por mais de duas horas, tendo início por volta das 8:30h da manhã.
Um comboio de forças de segurança, incluindo um veículo de exame de investigação e uma ambulância entraram em Neverland.
Michael não estava no rancho no horário da investigação.
No mesmo dia, o álbum e DVD Number Ones foram lançados nos Estados Unidos. Na Inglaterra, eles foram lançados em 17 de dezembro, um dia antes da invasão.
Michael estava em Las Vegas gravando até à noite e que ainda não havia tomado conhecimento do fato. Estava em Las Vegas havia duas semanas e meia gravando o clip da música "One More Chance" a ser exibido em um especial da CBS que levaria o mesmo nome. 
Nesse mesmo dia, um comunicado à imprensa foi feito pelo porta-voz de Michael - Stuart Backerman - em resposta à busca - INVASÃO - que havia sido realizada no período da manhã em Neverland. O comunicado dizia:

"Não podemos comentar a investigação que foi uma imposição da lei, pois NÃO SABEMOS AINDA DO QUE SE TRATA. Apenas podemos comentar sobre a CORJA PRESENTE NA MÍDIA, QUE PERSEGUE MICHAEL E INSISTE EM FALAR POR ELE, SOBRE ESSE E MUITOS OUTROS ASSUNTOS.
UM BANDO DE TRATANTES QUE SE DIZEM 'FONTES INTERNAS' dominou as emissoras de rádio e televisão, desde que as notícias de que a busca em Neverland se espalharam, ESPECULANDO, CRIANDO E FABRICANDO INFORMAÇÕES SOBRE UMA INVESTIGAÇÃO QUE ELES NEM IMAGINAM DO QUE SE TRATA."



 
 

 



19 de novembro
A imprensa divulga que a busca conduzida pela polícia no rancho Neverland de Michael, tem ligações com acusações de abusos sexuais de um menino de 13 anos de idade.
Stuart B. informa:

"Essas acusações ofensivas contra Michael são falsas. Ele NUNCA machucaria uma criança de forma alguma. Essas alegações são imorais, totalmente SEM FUNDAMENTO, e serão julgadas improcedentes pela justiça.
Naturalmente, as implicações são DOLOROSAS para quem escuta, e é EXATAMENTE ISSO QUE ELES QUEREM. Michael, através de seus advogados, guiados por Mark Geragos, já concordou com o promotor de justiça em retornar imediatamente a Santa Bárbara para que a acareação se realize, PROVANDO SUA INOCÊNCIA."

20 de novembro - A PRISÃO
Michael retorna de Las Vegas, onde está filmando um vídeo para o single "One More Chance". Nessa tarde, ele é levado PRESO no Aeroporto de Santa Bárbara. O advogado de Michael, Mark Geragos, confirma que ele pagou a fiança de US$ 3 milhões na prisão do Condado de Santa Bárbara, FOI FOTOGRAFADO PARA A FICHA CRIMINAL e advertido das queixas contra ele.
 Na declaração, o advogado diz:

"Michael está horrorizado com essas queixas, que considera grandes mentiras. Ele entende AS PESSOAS QUE ESTÃO COM RAIVA, porque se essas acusações fossem verdade, tenho a certeza de que Michael seria a primeira pessoa a estar horrorizada. Estou aqui para dizer - e Michael me autorizou a falar em seu nome - que essas acusações são absolutamente falsas.
Ele espera poder ir a julgamento e confrontar essas acusações de cabeça erguifda."

21 de novembro
A foto para a ficha criminal que Michael tirou na prisão do Condado de Santa Bárbara ESTAMPA PRATICAMENTE TODOS OS JORNAIS DA EUROPA E DOS ESTADOS UNIDOS. OS CANAIS DE TELEVISÃO TAMBÉM MOSTRAM A CENA EM QUE MICHAEL CHEGA AO PRÉDIO ALGEMADO.


 

Pergunta: quem é que pagou por tudo isso?
Tenho certeza que foi ÚNICA e EXCLUSIVAMENTE ele: Michael Jackson.
O MUNDO INTEIRO presenciou todos todos esses acontecimentos e seus desdobramentos.
E a dona mídia se banqueteou como nunca. Afinal, era a sua grande chance de vê-lo no chão, na cadeia, endividado, falido, destruído e se possível...
Eu não estou preocupada em saber quando é que foi finalizado o single One More Chance. Na minha opinião, esta música veio à tona agora para que fôssemos remetidos aos  acontecimentos acima relatados.
Além do que foi colocado aqui nesta postagem, existem dois  IMPORTANTES FATOS que ocorreu em meio a estes acontecimentos e que serão colocados em outra postagem. 
Mas são IMPORTANTÍSSIMOS.  
O certo é que TUDO está vindo à tona.

sábado, 6 de novembro de 2010

REPORTAGEM DE 1993 CONFIRMA AMBIÇÕES CINEMATOGRÁFICAS DE EVAN CHANDLER

A postagem abaixo, refere-se ao filme "Men In Tights", que estreou nos EUA no dia 28 de julho de 1993 e foi completamente ignorado pela mídia quando as acusações contra Michael aconteceram. Era mais do que um indício de que o que Chandler queria de Michael, era dinheiro para produzir seus filmes.


Esta é uma reportagem que saiu antes do caso vir à tona. Depois que todo o circo da mídia começou, simples e claramente fingiram que nada estava acontecendo, pois o filme que eles - a mídia - queriam ver era muito mais interessante e lhe dava lucro

REPORTAGEM DE 20 DE JUNHO DE 1993

TOPO DA PÁGINA CONFIRMANDO A DATA ( LADO DIREITO - SUNDAY, JUNE  20, 1993)

PARA QUE NÃO HAJA DÚVIDA, O TOPO DO JORNAL COM A DATA

TRANSCRIÇÃO DA REPORTAGEM


Engano Robin recebe um script "dentista"

"Você já ouviu falar de todos os médicos script. Bem, aqui está um novo: dentista script. Dentista de Beverly Hills,  Dr. Evan Chandler - o homem a quem é confiado ao cuidado odontológico para Sherry Lansing, Christian Slater, Valéria Golino, entre outros - encontrou um novo paciente na cadeira numa manhã, interessado em ouvir algumas idéias de seu filme. O paciente foi roteirista J. David Shapiro, a idéia veio realmente de Chandlers filho então com 11 anos de idade, Jordi. A conversa ocorreu pós-"Robin Hood: Príncipe dos Ladrões" e resultou em uma parceria da escrita que se tornou "Robin Hood: Homens de calças justas," "Filho de Evan Chandler se virou para o pai e disse: "Você sabe papai, você sabe  que seria uma grande coisa, uma paródia de Robin Hood", lembra o rei das paródias, Mel Brooks, que gostava do roteiro da dupla enviado do golpe de 1991 que Costner estrelou como o herói atirando seta cavalaria que roubava dos ricos para dar aos pobres, e decidiu fazer seu próximo filme."Não doeu que o homem em um monte de bocas show-biz", disse ele, reconhecendo, sua ligação natural com Shapiro através de um amigo que trabalha para Brooksfilm. 

Brooks também dá um aceno para o menino, apesar do fato de que ele está em uma arbitragem  escritores com seu pai e Shapiro sobre quem deveria receber o crédito do roteiro. 

Brooks diz que eles deveriam receber créditos história, ele e o roteirista Shapiro. Chandler não iria comentar o assunto. (Apreciação está sendo feito se dar a Jordi algum reconhecimento nos créditos finais de rastreamento). 

"Mesmo que o garoto tinha 12 ou 14 anos , ainda era uma boa idéia", disse a paródia meister.

"Desde a primavera de 1992, Jordie teve uma ideia para uma paródia do filme Robin Hood, o Príncipe dos ladrões, de Kevin Costner. O filme foi intitulado de "Robin Hood, Men in Tights."  Jordi escreveu o roteiro com o pai e J.D. Shapiro e também amigos de Evan que trabalhavam no showbusiness. O roteiro foi produzido e transformado em um filme de grande porte.
 

O filme produzido por Mel Brooks não foi um sucesso comercial, havia outras duas ideias em mente, que estavam sendo trabalhadas por Evan e seu filho."
J. Randy Taraborrelli

 
Robin Hood, Men In Tights: 28 de Julho de 1993










Fontes: 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Robin_Hood:_Men_in_Tights

http://www.interfilmes.com

http://pt.wikipedia.org/wiki/Robin_Hood_-_O_Pr%C3%ADncipe_dos_Ladr%C3%B5es

http://www.youtube.com/watch?v=dX4Ik-cyp-I

terça-feira, 2 de novembro de 2010

AS REAIS BRINCADEIRAS DE MICHAEL JACKSON

Aqui está outro vídeo mostrando o que realmente acontecia em Neverland e nos hotéis em que Michael se hospedava. As imagens abaixo falam por si só.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

O CASO DE DEE DEE JACKSON QUE MORREU MESES APÓS O APARENTE ENCERRAMENTO DO CASO CHANDLER


 


 BREVE HISTÓRIA DA FAMÍLIA TITO E DELORES "DEE DEE"

Tito, um dos irmãos mais velhos de Michael, se casou em 1972 com Delores "Dee Dee" Martez.
Dee Dee nasceu em Nova Iorque e era filha de pais dominicanos que se separaram quando ela ainda era bebê, Conheceu Tito quando ambos estudaram na Fairfax High School de Los Ângeles, cidade onde ela foi morar com a mãe e três irmãs em 1968. Casaram-se em junho de 1972 e assim permanecendo até o ano de 1988. Tiveram tres filhos: Toriano Adaryll (o Taj), Taryll e Tito Joe.
Ela fez questão que seus filhos recebessem uma educação de qualidade. Eles estudaram na "The Buckley School" de Los Ângeles.
Como viu os Jackson Five desde cedo na estrada do show business, não se entusiasmou para que seus filhos se encaminhassem muito pequenos para esse lado, pois havia presenciado o quanto foi dura a vida de Tito e dos irmãos logo cedo na indústria da música.
Os filhos demonstraram talento desde cedo, mas somente mais tarde, acompanhando Michael e Janet em turnês e recebendo conselhos de ambos, é que a carreira tomou um rumo natural. A uma certa altura, o próprio Michael perguntou a Taj:

"Tem certeza que quer fazer isto?"

Porém, nenhum dos três abandonou os estudos e fizeram graduação, além da carreira musical. Dee Dee atuava como gerente do grupo que ela mesma ajudou a denominar 3T.
Após a morte da mãe, eles passaram a morar com o pai. No princípio, devido ao sofrimento causado pela perda, eles não se sentiram muito motivados para continuar o projeto do primeiro álbum.

"Nós não temos qualquer incentivo para cantar mais, nossa mãe foi a quarta T. Ela foi a nossa inspiração, e ela se foi."

Mas, como sua mãe havia sido uma colaboradora e incentivadora do trabalho que havia sido interrompido com sua morte, eles tiveram forças para retomá-lo, e assim, o álbum que contou com a colaboração de Michael, Marlon, Jack e Jermaine, além do pai Tito, foi dedicado a ela.



COMO O CRIME OCORREU
Em 27 de agosto de 1994, sete meses após o aparente desfecho do caso Chandler, Dee Dee, que na época tinha 39 anos, foi morta em uma piscina.
Seu namorado Donald Bohana - ligou para o 911 dizendo que havia ocorido um acidente em sua casa e alegou que Dee Dee havia caído na piscina e se ferido e que ele, por sua vez, tentou puxá-la com um líquido de limpeza da piscina.
Bohana  tentou sustentar a versão de que estavam nadando juntos, ele ausentou-se por um tempo, e quando voltou ao local encontrou-a morta no fundo da piscina.
No entanto, assim que a polícia chegou, encontraram-na junto a uma árvore. A autópsia revelou que ela morreu de asfixia por ingestão de álcool e afogamento, tinha hematomas e cortes pelo corpo, o que caracterizou não ser um simples afogamento. 
No relatório, foi especificado que ela possuía cortes e contusões numerosas nos lábios, língua e orelha, bem como machucado na cabeça. Segundo uma porta-voz do distrito de Los Ângeles - Victoria Pipkin - as evidências do crime mostraram que Dee Dee havia sido espancada e em seguida, jogada na piscina.
Segundo a família Jackson, Dee Dee, além de não saber nadar, tinha medo de água.
Então, o caso foi reaberto em dezembro de 1994.
Os tres sobrinhos de Michael entraram com uma ação contra Bohana por homicídio, solicitando uma indenização de 2 milhões de dólares. A ação impetrada por eles na Corte Distrital de Los Ângeles, alegou que Bohana bateu em sua mãe por várias horas, sufocando-a antes de colocar sua cabeça dentro d'água.
O processo também alegava que algumas semanas antes da morte, Bohana havia pedido concordata.
Brian Oximan, que na época já era um dos advogados da família de Michael, declarou:

"Bohana devia aproximadamente 2 milhões de dólares no dia da morte de Dee Dee, tinha ativos de 800 mil dólares, e estava em dificuldades financeiras graves. Ele a conheceu dois meses antes da morte dela. 
QUANDO AS PESSOAS CONHECEM UM MEMBRO DA FAMÍLIA JACKSON, PENSAM AUTOMATICAMENTE EM DINHEIRO.
Bohana tentou pressionar Dee Dee para ajudá-lo a sair de suas dificuldades financeiras. Quando ela recusou, ambos brigaram, acreditamos, por quase quatro horas, começando desde a chegada de Bohana em casa, por volta das 11h30 da noite do dia 26/07. Foi uma luta terrível, ela tinha um total de 58 ferimentos, que incluem marcas de arranhões e contusões".

Bohana, que tinha por volta de 58/59 anos quando o crime ocorreu,  foi condenado a 15 anos de prisão em 1998.
Tito, irmão de Michael, comentou na ocasião do veredicto que condenou o homem que matou a mãe de seus três filhos:

"Ela era apenas uma mãe cuidadosa e estes meninos foram roubados de algo que nada pode lhes trazer de volta."

COMO OS FILHOS RECEBERAM A NOTÍCIA
 Os filhos de Dee Dee estavam no estúdio de gravação na madrugada do crime, quando receberam a notícia vinda da filha de Bohana, dizendo que a mãe deles havia sofrido um acidente. Eles esperavam que não fosse nada grave e se dirigiram ao Daniel Freeman Memorial Hospital na Califórnia. Ao perguntarem dela aos médicos, receberam uma resposta direta e sem rodeios: "Ela está morta."
Apesar do choque pela morte da mãe, eles não contestaram os resultados preliminares que indicavam que ela havia morrido acidentalmente. Mas, três meses depois, as suspeitas aumentaram, pois eles sabiam que sua mãe não sabia nadar e o condado de LA havia resolvido reabrir o caso após o relatório do legista.
A partir daí a família decidiu entrar com o processo de morte por negligência contra Bohana, em agosto de 1995.
Na ação, Tito diz:

"É fácil ver que foi mais do que um afogamento. Meus filhos vieram até mim e disseram para que eu não o deixasse fugir com isso."

Na ação, consta que Bohana tinha feito seguro para a franquia de um restaurante em abril de 1994 e que, após Dee Dee recusar-se a ajudá-lo financeiramente, afogou-a na piscina. Taj disse:

"Minha mãe fez certo e tivemos uma infância de verdade, com festas de aniversário, passeios em família, tudo isso. Queremos que a justiça seja feita. Nossa mãe era tudo para nós." 

VÍDEO SOBRE DEE DEE 
 
 
 
O caso Dee Dee, foi, sem dúvida uma das GRAVES CONSEQUÊNCIAS de tudo o que se protagonizou no caso da extorsão de Evan Chandler.
A forma como tudo aconteceu, a grotesca, avassaladora e parcial cobertura, um escândalo fabricado por Chandler e amplamente endossado pela mídia...

 
SENTIMENTOS DE UM FILHO
 


O PIOR DIA DE MINHA VIDA
"Eu tenho muitas emoções misturadas sobre o mês de agosto. Por um lado, o meu aniversário é no início do mês. Costumamos comemorar com os entes queridos e são um tempo maravilhoso.Mas algo muda dentro de mim em algum lugar em meados do mês.
Você vê, agosto será sempre ofuscada pela morte de minha mãe. No final do mês eu começo a ter uma sensação de enorme vazio dentro de mim que não consigo explicar e eu começo a entrar em modo solitário. Por dias e dias eu fico nesse clima. Isto aconteceu-me todos os anos desde o assassinato de minha mãe em 1994. Não ficou nem um pouco mais fácil lidar com ele, e eu não acho que algum dia será. Só assim vocês sabem, eu estarei postando no blog em breve novamente. Eu não esqueci de vocês. Mas agora, eu preciso desse tempo emocional para mim.
Obrigado pela compreensão."
Taj Jackson - agosto de 2007 



"Minha mãe era a mulher mais linda que já vi. Tudo o que eu sou, devo a minha mãe. Atribuo todo o meu sucesso na vida à educação moral, intelectual e física que recebi dela".
 Taj Jackson - junho de 2007 


JUSTIÇA POR PELO MENOS MAIS QUATRO ANOS
"Foi um longo emocional dia hoje. O cara que matou a minha mãe estava em liberdade condicional até esta manhã.Todos nós tivemos que nos dirigir até a prisão para estar lá para a audiência, que foi às 8:30 da manhã. A prisão fica a mais de 3 horas e meia de distância, por isso foi uma longa viagem cedo. Felizmente tudo correu bem para nós. Foi negada a liberdade condicional a ele e tem que esperar mais quatro anos até seu próximo."
Taj Jackson -  outubro de 2007

 ANIVERSÁRIO DA MAMÃE
"Embora seja 01 de abril e oficialmente April Fools Day, hoje também marca o aniversário da minha mãe. Ela estaria completando 53 este ano. Me deparei com este filme, enquanto trabalhava em nosso documentário 3t, "Vivendo com o Legacy". Ele mostra apenas um pequeno vislumbre do que a nossa relação com nossa mãe era assim ... Eu realmente sinto falta dela. "
Taj Jackson - 1 de abril de 2008 - aniversário de 53 anos de sua mãe

"01 de abril tem sido sempre um dia difícil para mim. Enquanto todo mundo está curtindo suas tolas  piadas e brincadeiras de abril com os outros, estou tristemente lembrado do aniversário da minha mãe. Todos os anos neste dia, eu relembro os bons momentos que tive com ela. Em um período tão curto de tempo, ela foi capaz de incutir a chave dos valores que eu poderia precisar na vida. Ela foi e sempre será a minha principal bússola moral. Quando eu era jovem, ela iria me manter definitivamente em alerta e não me deixar sair com qualquer coisa. Eu ainda hoje vivo pelas regras dela  e posso ouvi-la no meu ouvido quando eu estou prestes a colocar a cabeça na direção errada. Estou tão agradecido por eu ser capaz de gastar o pouco tempo que tive com ela. Eu nunca vou esquecê-la e influenciá-la em mim. Ela sempre será uma parte de mim."
 Taj Jackson - 1 de abril de 2010 - aniversário de 55 anos de sua mãe

Em tempo: a escola em que os filhos de Tito e Dee Dee estudaram é a mesma em que os filhos mais velhos de Michael estão estudando agora.
 
THE BUCKLEY SCHOOL



OBS: O artigo da revista People, cujo link está entre as referências abaixo, é uma exceção à regra em se tratando de Michael Jackson e sua família. Salve-se uma ou outra matéria, o que predominou foi o desrespeito aos assuntos relacionados a Michael Jackson.
Esta revista é uma das maiores hipocrisias da mídia.

Fonte:

http://findarticles.com/p/articles/mi_m1355/is_3_95/ai_54724882/?tag=rbxcra.2.a.11

http://www.people.com/people/archive/article/0,,20102218,00.html

http://www.buckleyla.org/four_fold_plan/index.aspx

http://www.tajjackson.com/

http://www.youtube.com/watch?v=V7IvkYz6lRg&feature=related 

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

NEVERLAND: UM LUGAR EM QUE TODOS SÃO TRATADOS COM IGUALDADE

A cada dia que passa, mais e mais informações e vídeos novos e IMPORTANTES surgem na Web, particularmente sobre as ações humanitárias e as COMPROVAÇÕES IRREFUTÁVEIS E INCONTESTÁVEIS da inocência de Michael.
E a quantidade de vídeos de Neverland também estão aumentando, felizmente. 
No post anterior, foi apresentado uma conversa ABSOLUTAMENTE NORMAL entre Michael e Ryan White.
Neste post, gostaria de apresentar um vídeo que mostra um menino que tinha um aneurisma cerebral, doença que o deixou permanentemente confinado a uma cadeira de rodas e impossibilitado de falar.
Este menino tinha o sonho de conhecer Michael, e seu sonho foi realizado no dia 24 de novembro de 1992  por intermédio da Make-A-Wish Foundation.
Conforme foi citado acima, a visita deste menino ocorreu no MÊS DE NOVEMBRO DE 1992 e é aí que também reside a importância dele. 
O blog Michael Jackson Humanitarian seria o único registro deste vídeo, mas peço licença para também colocá-lo aqui, devido à grande importância que ele tem.
Nesta época, Michael já conhecia Jordan Chandler e, como o vídeo mostra,  TODOS AQUELES QUE VISITAVAM NEVERLAND TINHAM A MESMA IMPORTÂNCIA E ERAM TRATADOS DA MESMA FORMA POR MICHAEL.
Ao contrário da falsa e mentirosa caracterização que foi dada a ele, um obcecado por Jordan Chandler, o vídeo mostra com ABSOLUTA CLAREZA a calma, a atenção, a naturalidade com que se aproxima e trata as pessoas, NADA A VER COM ALGUÉM OBCECADO.
A MISSÃO - e não obsessão -  de Michael era AJUDAR AS PESSOAS, tivesse ela nome x ou y.
Vê-se também que, ao lado direito desse jovem havia outro menino também em uma cadeira de rodas, ilustrando a preocupação de Michael em oferecer a maior alegria que pudesse a tantas pessoas com uma vida extremamente difícil, com todos os tipos de problemas.
Vejam e divulguem o vídeo. Michael Jackson PRECISA ser JUSTIFICADO e DEFINITIVAMENTE inocentado perante o mundo porque NUNCA FOI PEDÓFILO.
Temos SIM que ser chatos, repetitivos, insistentes. Foram anos e anos de escrutínio, acusações  e humilhações a um homem inocente. Ainda hoje há aqueles que direta ou indiretamente associam o nome dele a abuso sexual.
Michael MERECE JUSTIÇA, não por ser o Rei do Pop, o ídolo, mas por ser COMPROVADAMENTE INOCENTE e por TRABALHAR e lutar por décadas para que o nosso planeta - QUE É DE INTERESSE DE TODOS NÓS - fosse um mundo melhor.