Os conteúdos expostos nesta página não têm fins lucrativos. Tem como único objetivo defender a inocência de Michael Jackson.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

LIVRO REDEMPTION - PRÓLOGO

No verão de 1993 eu era a única secretária jurídica que trabalhava para Barry Rothman, o advogado que representa o pai do menino de 13 anos que acusou Michael Jackson de abuso sexual infantil. Estou vindo para dar um relato fiel dos acontecimentos que levaram às acusações de abuso sexual infantil. Eu também quero lançar luz sobre os fatos que cercam o caso. Eu sinto que é hora de o mundo saber o que eu sabia o tempo todo sobre as alegações de abuso infantil contra Michael Jackson. A verdade vai falar por si.
Redenção traz alavanca para a alegação de abuso sexual infantil, uma vez que tudo começou com as acusações de um menino. Agora, com o único testemunho , eu gostaria de apresentá-lo com outro ponto de vista que lhe trará a verdade sobre as alegações de abuso infantil contrs Michael Jackson como eu testemunhei de dentro dos muros do acampamento dos acusadores.
Todas as informações contidas neste livro é do meu conhecimento pessoal, com base no que eu testemunhei e muita coisa está disponível a partir de registros públicos - também sobre os meus direitos da Primeira Emenda - Liberdade de Expressão.
Não estou divulgando nenhuma informação que está sob proteção advogado / cliente privilégio. É a minha posição de que a relação advogado / cliente não foi ética e não oferece proteção baseada no seguinte: a protecção que é concedida à relação advogado / cliente é baseada na suposição de que advogados são consultados com a finalidade da atividade ética e legal, em vez de criar meios para quebrar a lei. Quando a confiança fundamental da sociedade em advogados é violada, assim também é a proteção que o privilégio de advogado / cliente proporciona, e esse privilégio não é mais aplicável. O privilégio de advogado-cliente foi concebido para facilitar a administração da justiça, não para frustrá-la.
Além disso - nada contido neste livro é destinado a lançar uma sombra de dúvida sobre a competência de nosso escritório Procurador do Distrito, nossos departamentos de polícia, o Departamento de Serviços para Crianças, psiquiatras e / ou da mídia. As referências feitas neste livro sobre as agências acima mencionadas são referenciados apenas para dar conta do que realmente aconteceu durante o caso. De forma alguma eu gostaria de lançar dúvidas sobre sua competência e / ou credibilidade.
Agradeço a Deus por tantos homens e mulheres que trabalham para a Promotoria, o departamento de muitas agências de polícia, o sistema do tribunal, o Departamento de Serviços para Crianças, os psiquiatras e os meios de comunicação. É um esforço conjunto em todas as suas peças que mantem a nossa segurança nas ruas no dia-a-dia. Apesar de eu fazer comentários fortes sobre a entrega do presente caso, devo ressaltar que todos eles estavam operando sob a crença de que um crime contra uma criança tinha sido realmente cometido. Enquanto aplaudo os seus esforços na busca de justiça, parece que muitos deles foram pegos no frenezy de não querer sair quando não foram encontradas evidências para se apoiar.

É óbvio que qualquer pessoa que esteja na posição que ela esteve, convivendo e presenciando acontecimentos que ela sabia serem graves, não vai sair escrevendo um livro incendiário. O que ela se propôs foi dar o seu testemunho em prol da VERDADE, que é a total INOCÊNCIA de Michael.
Como ela disse no livro e em entrevistas, desde o começo sabia de que se tratava de uma extorsão. 
A descrição que ela faz de Barry Rothman fala por si.

***** 
TÓPICOS RELACIONADOS


LIVRO "REDEMPTION" - UMA NOTA PARA OS MEUS LEITORES

Eu originalmente intitulei este livro "A Armação". Definida como: Para colocar à frente (como um plano) para aceitação. Causa. Criação. Para fazer planos cuidadosamente elaborados... A entrar em operação ativa ou uso. Eu tenho desde que decidi mudar o título para "Redenção" que significa: libertar de um estado indesejável. Em outras palavras, para colocar algo de volta em seu devido lugar que foi tirado do lugar. Quero começar por dizer que eu não conheço Michael Jackson e eu nunca conheci Michael Jackson. Eu não estou indo em frente em nome de alguém que conhece Michael Jackson. Eu não tenho sido paga por Michael Jackson nem estou agindo em nome de ninguém por Michael Jackson para vir com este livro. Eu não tive qualquer tipo de assistência de Michael Jackson em vir adiante com este livro ou para quem trabalha em nome de Michael Jackson. Eu estou surgindo na minha própria iniciativa e o que representa tudo que está escrito neste livro é o que eu testemunhei, é da minha própria convicção e do meu conhecimento pessoal e público. Eu posso atestar a veracidade das informações contidas aqui.

Ela dedicou o livro a sua mãe, que a incentivou e a encorajou a escrevê-lo e que, infelizmente, faleceu no início da década de 2000 e não teve tempo de ver o livro publicado.
Agradeceu, também, a Antony Pellicano pelos esforços nas investigações para se trazer o caso à luz.

*****
TÓPICOS RELACIONADOS


terça-feira, 26 de julho de 2011

MICHAEL DIVERTINDO-SE NA DISNEYLANDIA PARIS DURANTE A TURNÊ DANGEROUS





No dia 26 de julho de 1992, quando já estava na turnê Dangerous, Michael e Brett Barnes, que SEMPRE o defendeu das acusações de pedofilia,  aproveitaram para divertir-se na linda Disneylandia Paris.
O vídeo é muito bonitinho e apresenta uma pessoa NORMAL como Michael Jackson aproveitando para se divertir nos intervalos de seus dias de trabalho.
O vídeo não apresenta nada do que qualquer um de nós, simples anônimos não fazemos quando estamos nos divertindo em algum passeio.  Simples assim.
Bom vídeo a todos. Faça um passeio on-line à Disneylandia Paris... com Michael Jackson.
Afinal, quem de nós não gostaríamos de passear com Michael em qualquer lugar do planeta, não é?

domingo, 24 de julho de 2011

MICHAEL E O PRÍNCIPE ALBERT THURN UN TAXIS


No dia 28 de agosto de 1992, Michael estava em Frankfurt - Alemanha - para cumprir mais um show da turnê Dangerous. Ele se apresentou no estádio Wald e, após o show que foi considerado brilhante, ouviu de seus fãs um coro de "Parabéns a Você".
No dia seguinte, Michael completou 34 anos e passou seu aniversário em Ratisbona, no castelo da Princesa Gloria Von Thurn und Taxis. O castelo foi fechado ao público para que o filho da princesa, Albert II - que tinha 9 anos na época - passasse tempo com Michael.
A família Thurn und Taxis também visitou Neverland em diversas ocasiões.

SOBRE A FAMÍLIA THURN UN TAXIS

CAPÍTULOS DO LIVRO "MICHAEL JACKSON THE KING OF POP'S DARKEST HOUR"

FOREWORD

MICHAEL TALKS

MJ 4 EVER

AUGUST 17, 1993

WHERE'S MICHAEL?

"DON'T TREAT ME LIKE A CRIMINAL"

LONG LIVE THE KING

sábado, 9 de julho de 2011

CAPÍTULOS DO LIVRO REDEMPTION:THE TRUTH BEHIND THE MICHAEL JACKSON CHILD MOLESTATION ALLEGATIONS ( GERALDINE HUGHES )

Estes são os capítulos do livro escrito por Geraldine Hughes acerca do caso Evan Chandler. Ela teve a humildade de pedir autorização para a família de Michael para colocar a foto dele na capa, ao que foi atendida.
Michael não a conheceu, mas tudo indica que leu e gostou do livro, que recebeu a aprovação da família Jackson.
À medida do possível, o conteúdo do livro será olocado aqui. 

CAPÍTULOS




About The Author

The Main Characters

Rothman - The Lawyer

The 13-year old Boy

Dr. Chandler - The Father

David and June Schwartz

Pellicano - The Investigator

Dr. Mantis Abrams - The Psychiatrist

Michael Jackson - The Icon

The Plot Thickens

20 Million Dollar Demand

Negotiations Halted

The Custody Battle

The Surprise Motion

Third Party  Disclosure

Allegations Launched

The Child Molestation Investigation

The Aftermath

The Media Goes Wild

What Reporters Were Dying to Know

Secret Meetings

The Extortion Investigation

Jackson Changes Attorneys

The Settlement

Legally Speaking

The Civil Lawsuit

The Criminal Investigation

Attorney/Client Privilege

Litigation Facts

A Ram In The Bush

Here And Now

The Fans

Michael Moves On With His Life

Afterword

Michael, The Humanitarian

Spiritualy Speaking

Excerpts From Geraldine Hughes  Diary

Excerpts From The Recorded Telephone Conversation Betwen Dr. Chandler and Mr. Dave Scwartz

******
TÓPICOS RELACIONADOS

ENTREVISTA GERALDINE HUGHES